Relação do nazismo com teorias do aborto

Os nazistas ao começar sua matança não foi simplesmente por um sentimento de anti-judaísmo, mas de purificação da raça ariana, sobrendo então para os mais fracos em primeiro lugar.

Os primeiros eliminados pelos nazistas, que foram as crianças com deficiência e que eram fracas mesmo sem deficiência, porque o objetivo era formar uma nova raça forte. Porque segundo eles só os que podiam da continuidade na luta pela vida poderiam sobreviver, os geneticamente fortes fariam parte desse novo povo ariano com suporte da teoria da higiene racial da raça germânica, que apenas consistiria purificar a raça de outras raças mais fracas.

Hoje em nosso tempo os mais fracos são os que são pobres e assim é justificado o aborto por pessoas que se dizem cristã. Simplesmente o bebê ou a mãe terá uma vida dura sem condições de criar está então justificado o aborto ao modo nazista, o mais fraco sem condições de lutar na vida. Os que se dizem estar do lado do pobre, na verdade está eliminando eles por não suportar ver tal sofrimento.

Analisemos alguns trechos do link da wikipédia abaixo:

"only a people as racially pure as possible could maintain the "struggle for existence". To maintain or improve the Nordic-Germanic race, therefore, the laws of eugenics or the (biologistically oriented) "racial hygiene"

"somente um povo puro o mais possível poderia manter a "luta pela sobrevivência". Para manter e melhorar a raça nórdica-germânica, portanto, as leis da eugênia e higiene racial teria que ser rigorosamente observada na promoção do geneticamente saudável..."

Na mesma página da wikipédia, afirma sobre a eutanásia forçada de recém nascidos em hospitais. Fala de Hitler:

"a eliminação de 700 mil a 800 mil dos mais fracos de 1 milhão bebês significa o aumento do poder da nação e não o seu enfraquecimento"
Fonte: Völkischer Beobachter (jornal do partido nacional socialista dos trabalhadores alemães), Bavarian edition dated 7 August 1929. In: Enzyklopädie des Nationalsozialismus (...)

Havia sido criado uma "enfermaria especial para crianças" nos hospitais, para que fosse avaliados as que entre as crianças deficientes ou com deficiência educacional (education disability), as que se submeteriam a eutanásia, e assim fizesse escondido dos pais e da população.

Conteúdo é em inglês, abre outra janela
http://en.wikipedia.org/wiki/Child_euthanasia_in_Nazi_Germany

Envie por email, adicione aos favoitos e compartilhe com outras redes sociais, com esse serviço seguro e conhecido:
  Sobre o site | Mapa do site | Ajude o site | Contato | 2011 - Site Católico e Apostólico Romano. Criado em 2005